Chávez anuncia que câncer voltou e indica sucessor

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, voltará para Cuba neste domingo para fazer uma nova cirurgia contra o câncer nos próximos dias. Em um pronunciamento televisionado na noite de sábado, Chávez anunciou que a doença voltou, mesmo após duas operações anteriores e tratamentos de quimioterapia e radioterapia. No discurso, o presidente venezuelano reconheceu a gravidade de sua situação e disse pela primeira vez que se houver complicações o vice-presidente do país, Nicolas Maduro, deverá assumir seu lugar como líder e dar sequência ao movimento socialista.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2012 | 10h52

"Existem riscos. Quem pode negar isso?", disse Chávez, sentado ao lado de Maduro e outros aliados. "Em qualquer circunstância, devemos garantir o avanço da Revolução Bolivariana", acrescentou.

O presidente contou que os testes descobriram a volta de "algumas células malignas" na mesma área onde tumores foram removidos anteriormente, e que os médicos recomendaram cirurgia imediatamente, mas ele quis voltar à Venezuela primeiro.

Chávez afirmou que se houver complicações e novas eleições forem realizadas, seu candidato será Maduro, ex-ministro de Relações Exteriores, nomeado vice-presidente três dias depois da reeleição de Chávez, em outubro. "Nesse cenário, que, de acordo com a Constituição, exigirá que eleições presidenciais sejam realizadas novamente, vocês devem eleger Nicolas Maduro como presidente", disse. "Eu peço isso a vocês do fundo do meu coração", acrescentou.

Essa será a terceira operação de Chávez, de 58 anos, para remover tecidos cancerígenos. A primeira delas foi feita em junho de 2011. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
VenezuelaHugo Chávezcâncer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.