Chávez ataca petição contra seu mandato; OEA faz alerta

Mostrando petições que, segundo ele, traziam a assinatura de pessoas mortas, crianças e estrangeiros, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse que apelará à Suprema Corte se a Justiça eleitoral decidir convocar um referendo revogatório de seu mandato. A fala de Chávez alimenta uma disputa crescente sobre a verificação dos 3,4 milhões de assinaturas apresentadas pela oposição em defesa do referendo.O presidente fez duas declarações horas depois de a Organização dos Estados Americanos e do Centro Carter terem alertado as autoridades venezuelanas para que não descartem assinaturas apenas com base em argumentos técnicos.As autoridades eleitorais estão divididas sobre o que fazer com milhares de petições em que apenas a assinatura é de próprio punho do cidadão, enquanto que os dados pessoais foram preenchidos pelos funcionários dos postos de coleta. A Justiça eleitoral ainda não sabe se o procedimento viola as regras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.