Chávez: avião dos EUA violou espaço aéreo venezuelano

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na sexta-feira que um avião militar dos Estados Unidos violou ontem o espaço aéreo venezuelano, mas a acusação foi negada pelos americanos.

AE-AP, Agencia Estado

09 de janeiro de 2010 | 14h23

Segundo Chávez, o avião que ele descreveu como sendo um P-3 teria sobrevoado a Venezuela em duas ocasiões e deixado o país escoltado por dois aviões F-16 da Força Aérea venezuelana.

Chávez afirmou que o P-3 havia decolado da ilha caribenha de Curaçao antes de entrar na Venezuela, no que ele chamou de ato de "provocação" do governo americano.

Militares americanos baseados em Miami rejeitaram hoje a denúncia de Chávez. "Nenhum avião americano entrou no espaço aéreo da Venezuela", afirmou uma porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA. A porta-voz disse ainda que os EUA não sobrevoam outros países sem "consentimento prévio ou coordenação".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.