Chávez busca apoio no Fórum Social

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, volta hoje ao Brasil pela terceira vez em menos de um mês. Depois de assistir à posse de Luiz Inácio Lula da Silva e de visitar o presidente brasileiro no dia 18 para pedir ampliação do grupo de países amigos da Venezuela, Chávez desembarca em Porto Alegre para colher o apoio dos participantes do Fórum Social Mundial e de um Comitê de Solidariedade à sua causa criado por sindicatos gaúchos.A agenda de Chávez não prevê mais sua participação no seminário que discute a crise venezuelana no Fórum Social Mundial. Mesmo que o presidente participasse como convidado da organização não-governamental Associação pela Tributação das Transações Financeiras, sua presença no Fórum gerava controvérsias porque o evento é organizado e endereçado à sociedade civil e só aceita os chefes de Estado anfitriões na programação oficial.Chávez deve chegar à capital gaúcha às 12h30. Do aeroporto, vai para um hotel, onde recebe visitas de alguns dirigentes das ONGs promotoras do Fórum Social Mundial. Às 16h30 o presidente venezuelano visita o governador Germano Rigotto e às 17h atravessa a rua e vai ao auditório da Assembléia Legislativa para ser homenageado num ato de apoio à sua gestão.É possível que naquela hora muitas atividades do Fórum estejam esvaziadas. A julgar pelas faixas, bandeiras e adesivos espalhados pelos auditórios e salas do evento e portados pelos participantes, muita gente vai trocar a programação oficial pela paralela para ver Chávez. O embaixador venezuelano Vladimir Villegas não divulgou o horário da viagem de retorno de Chávez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.