Chávez cancela viagem e desmente boato sobre AVC

Em um dia marcado por rumores sobre o estado de saúde do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, o líder bolivariano cancelou a viagem que faria à Argentina para a posse do segundo mandato da presidente Cristina Kirchner. Ele também viria ao Brasil.

CARACAS, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2011 | 03h03

Em uma tentativa de acabar com os boatos de que teria sofrido um AVC, Chávez falou por telefone à TV estatal que estava bem, mas infelizmente teve de cancelar a viagem, pois precisava atender às prioridades da Venezuela, referindo-se às chuvas torrenciais que provocaram inundações no país e já deixaram oito mortos. "A qualquer momento vamos para lá, visitar Cristina e Lula (ele pretendia fazer uma escala no Brasil para se encontrar com o ex-presidente).

Horas antes, o deputado chavista Diosdado Cabello usou o Twitter para desmentir os boatos: "Compatriotas, não ouçam os rumores mal intencionados sobre a saúde do comandante. O presidente está cada vez melhor de saúde".

A viagem para a Argentina seria a primeira visita oficial do presidente a outro país desde que descobriu que tinha um câncer na região abdominal, em junho. Após se submeter a uma cirurgia para remoção do tumor em Cuba, Chávez voltou à ilha para três sessões de quimioterapia e diz estar curado. Ele pretende se candidatar a outra reeleição, em 2012, mas seu estado de saúde tem sido alvo de especulações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.