Chávez chama Bush de "genocida, alcoólatra e imoral"

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, dedicou seu programa semanal de rádio e televisão a criticar duramente seu colega americano, George W. Bush. "Você não sabe muito de história", disse Chávez a Bush. "´Mister Danger´ ("senhor perigo"), você se meteu comigo", afirmou, referindo-se a um relatório divulgado pela Casa Branca nesta semana. O informe, denominado "Estratégia para a Segurança Nacional/2006", destacou que "na Venezuela, um demagogo nadando em dinheiro do petróleo está afundando a democracia e tentando desestabilizar a região". "Você não sabe muito de história. É ignorante... é burro", disse Chávez sobre Bush, arrancando aplausos do auditório no Estado de Aupure, a cerca de 300 quilômetros a sudoeste de Caracas. Chávez classificou Bush de "covarde". "Por que não vai ao Iraque comandar as Forças Armadas?", desafiou, e assegurou que era "mais fácil dirigir as ações à distância". "Assassino, genocida, alcoólatra, bêbado, imoral, débil mental, ridículo", acrescentou o presidente venezuelano. "Está pensando em me tirar daqui?", perguntou Chávez ao presidente americano, o qual acusa de querer derrubá-lo do poder e, inclusive, matá-lo. "É o chefe da oposição venezuelana", disse ainda Chávez, que afirma que enfrentará Bush e seus aliados nas eleições presidenciais de 3 de dezembro, nas quais concorrerá à reeleição para um novo período de seis anos. "Vocês não vencerão" as eleições, disse o mandatário venezuelano. Chávez afirmou também que "toda Venezuela" lutaria contra uma possível invasão dos Estados Unidos e afirmou que enfrentaria Bush pessoalmente. "Te espero nessas savanas".

Agencia Estado,

19 Março 2006 | 19h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.