Reuters
Reuters

Chávez chama de 'mentirosa' reportagem sobre suposto terrorismo contra EUA

'Univisión' transmitiu documentário sobre suposto planejamento para atacar usinas nucleares dos EUA

Efe,

13 de dezembro de 2011 | 09h02

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, rotulou de "mentirosa" uma reportagem divulgada pela emissora americana "Univisión" sobre supostos planos terroristas do Irã contra os Estados Unidos, nos quais estariam envolvidos venezuelanos e cubanos.

 

especialESPECIAL: O programa nuclear do Irã

tabela HOTSITE: Irã nuclear

 

"Até hoje estavam lançando programas nas emissoras dos Estados Unidos dizendo que agora a Venezuela, o Governo venezuelano, está planejando, como disseram, atos terroristas, junto com terroristas iranianos para atacar os Estados Unidos", assinalou o presidente em um ato público transmitido pela televisão estatal.

"A mentira é utilizada como desculpa para nos agredir. É preciso ficar atento a isso", acrescentou o presidente.

A "Univisión" transmitiu na semana passada o documentário "A ameaça iraniana", sobre um suposto planejamento em 2006 para atacar os sistemas de várias usinas nucleares americanas, além de Casa Branca, FBI e CIA.

Alguns dos entrevistados disseram que as embaixadas de Irã, Cuba e Venezuela teriam participado dos planos.

Chávez disse que se trata de um material para atacar Cuba, Venezuela e a Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) e alertou seus seguidores que fiquem atentos para lutar contra "a manipulação e a mentira que corre pelo mundo nos atacando".

Vários líderes do Congresso dos EUA pediram na última sexta-feira que seja investigada a cônsul geral da Venezuela em Miami (Flórida), Livia Antonieta Acosta, por seu suposto vínculo com um possível ataque virtual nos Estados Unidos, no qual estariam implicados agentes de Irã, Cuba e Venezuela.

 

 
Tudo o que sabemos sobre:
terrorismoEUAChávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.