Chávez chega a Moscou para discutir cooperação militar

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, chegou hoje à Rússia e defendeu a formação de uma aliança estratégica para defender seu país dos Estados Unidos. "Dessa forma podemos garantir a soberania da Venezuela, que atualmente é ameaçada pelos Estados Unidos", declarou Chávez a jornalistas logo depois de desembarcar em Moscou. Chávez já acusou Washington em diversas ocasiões de planejar uma invasão para desestabilizar seu governo. Os EUA negam a acusação.Chávez está na Rússia para fechar uma série de acordos envolvendo compras de armas e exploração de petróleo e possivelmente para fechar a criação de uma instituição financeira conjunta. "A Rússia e a Venezuela devem se tornar aliadas estratégicas nos campos do petróleo e da cooperação militar", defendeu Chávez ao desembarcar, citado pela agência local de notícias RIA Novosti.A visita de Chávez marca a primeira reunião oficial dele com o novo presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, que assumiu o governo em maio. Ao receber Chávez em um castelo de veraneio nos arredores de Moscou, Medvedev disse que as relações entre Rússia e Venezuela "são um dos fatores-chave para a segurança" na América do Sul. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.