Chávez condena ações de Israel em Gaza e na Síria

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, condenou nesta quinta-feira os ataques de Israel à Faixa de Gaza e o sobrevôo de jatos israelenses sobre a residência do presidente sírio. De maneira enfática e categórica, em nome do povo venezuelano, condenamos a agressão contra o povo palestino e exigimos respeito à sua soberania e à paz no Oriente Médio", disse Chávez, durante um ato no palácio do governo, após questionar as ações militares perpetradas ontem e na madrugada de hoje por Israel em Gaza e na Síria."O Estado de Israel deve respeitar o povo palestino, um povo que há anos luta pela paz, por sua independência. Demonstramos nossa solidariedade ao presidente palestino e ao povo palestino", afirmou o presidente.Chávez acusou Israel de ter "arremetido de novo, bombardeando, invadindo o território palestino, inclusive desafiando as Nações Unidas". Para o líder venezuelano, Israel age desta maneira porque "se sente apoiado pelo império americano".O presidente venezuelano criticou também o sobrevôo de aviões israelenses sobre a residência do presidente sírio, Bashar Assad, e afirmou que "absolutamente nada neste mundo pode justificar a violação da soberania dos Estados".Em seu discurso, Chávez condenou também o seqüestro do soldado judeu, mas insistiu que este incidente não justifica as ações tomadas pelas autoridades israelenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.