Chávez critica reeleição de Bush; Toledo aplaude

Antes da solenidade de abertura da 18ª Reunião de Chefes de Estado do Grupo do Rio, que reúne representantes de 19 países das Américas, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, fez críticas indiretas à reeleição do presidente dos Estados Unidos, o republicano George W. Bush. "Depois da queda do muro de Berlim e do fim da União Soviética, o ´ american wild life (vida selvagem americana)´ - maldito seja - é o caminho para o inferno", disse Chávez. E acrescentou: "Eles querem nos impor bombas e baionetas, mas dizemos não à morte, à guerra, à hegemonia e ao imperialismo". As declarações de Chávez foram feitas à imprensa oficial venezuelana, após uma caminhada matinal na Praia de Copacabana, onde está hospedado, no Rio. Já o presidente do Peru, Alejandro Toledo, elogiou o "ato democrático" e a rapidez da apuração dos votos nas eleições americanas. Ele disse esperar que a reeleição de Bush acelere a concretização de um tratado de livre comércio com a Colômbia, Equador e Peru."Nesse segundo período, espero que o presidente Bush se volte mais para o sul. Sei que ele tem interesse e estamos trabalhando nesse tratado de livre comércio. Não creio que seja excludente fortalecer nossa relação com a América Latina e com os Estados Unidos, simultaneamente", disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.