Chávez critica TV venezuelana e jornal brasileiro

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, fez, nesta sexta-feira, duras críticas à imprensa venezuelana e brasileira. Ele citou especificamente a emissora "Radio Caracas Televisión" ("RCTV"), e, no Brasil, o jornal "O Globo"."Não tenho dúvidas de que ´O Globo´ é um inimigo do povo brasileiro e latino-americano", afirmou, após dizer que é insultado "a cada momento" pelo jornal.Em discurso de pelo menos duas horas na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, para agradecer pela medalha Tiradentes, Chávez disse que empresas privadas de comunicação, a serviço da oligarquia e do imperialismo, querem impedir o avanço da revolução bolivariana na América Latina."O Globo" criticou num editorial desta sexta os projetos do governante de nacionalizar setores inteiros da economia, e considerou "repugnante" a decisão de não renovar a concessão da "RCTV", que considerou uma "prova concreta da expansão do totalitarismo" do terceiro mandato de Hugo Chávez."Os oligarcas de ´O Globo´ acham que me ofendem. Mas perdem seu tempo. A águia não caça moscas", disse Chávez, que participou da Cúpula do Mercosul no Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.