Chávez decreta 'emergência elétrica' na Venezuela

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que enfrenta um problema sério de falta de eletricidade no país, declarou nesta segunda-feira uma situação de "emergência elétrica".

AE-DOW JONES, Agencia Estado

08 de fevereiro de 2010 | 22h00

A agência estatal de notícias, a ABN, disse num curto comunicado que Chávez ordenou o decreto por causa dos níveis criticamente baixos da água nos reservatórios que servem as hidrelétricas venezuelanas, fato que ele disse ser "o resultado da severa seca que o território nacional está sofrendo". O comunicado não indica quais medidas poderão ser tomadas como resultado do decreto de emergência.

Críticos ao governo Chávez reconhecem que as chuvas ficaram abaixo da média no ano passado, mas afirmam que a principal razão para a falta de energia é que não foram feitos investimentos no setor, nacionalizado em 2007.

Desde o ano passado, o governo foi alertado sobre a possibilidade de um colapso na rede nacional de eletricidade, quando a demanda começou a superar a oferta.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaEnergiaCrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.