Chávez dispensará aliados que não aceitarem fusão partidária

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta segunda-feira, 19, aos três partidos aliados do governo que se juntem em um único partido socialista ou deixem seu a coalizão.O Partido Podemos (PP), o Partido Comunista da Venezuela (PCV) e o Partido Pátria Para Todos (PPT) até agora resistiram à idéia. Chávez pediu que se não querem apoiar, que passem à oposição e o deixem "tranqüilo" pra governar."Se vocês querem ir, vão. Na verdade, vocês não são indispensáveis", disse o presidente durante seu programa de televisão. "Eu não quero aliados como esses", concluiu. Os partidos expressaram sua insatisfação e criticaram o governo chavista. O presidente lembra que "a porta está aberta e podem sair com a cabeça erguida", mas que "não joguem pedras" pois um dia podem precisar voltar a aliança de seu governo.Nas eleições presidenciais, os três partidos juntos arrecadaram mais de um milhão e meio de votos para Chávez.Os partidos reclamam "basicamente do que está na constituição: a defesa da alternância do poder à frente da pretensão de uma reeleição indefinida" e "o direito ao diálogo e a tolerância frente à exclusão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.