Chávez diz que irá de caça militar à Cúpula Ibero-Americana

O presidente Hugo Chávez confirmou naquinta-feira sua participação na Cúpula Ibero-Americana deSantiago, afastando os rumores de que não compareceria devido àtensão social na Venezuela. Nos últimos dias, milhares de estudantes venezuelanossaíram às ruas para se manifestar contra uma reformaconstitucional promovida pelo presidente. Houve váriosconfrontos com a polícia. "Para o Chile vou num (caça russo) Sukhoi. Em 15 minutosestamos em Santiago", disse Chávez a jornalistas, para depoisexplicar que embarcará para a capital chilena depois departicipar de um comício em apoio à reforma. Horas antes, o presidente colombiano, Álvaro Uribe, haviadito que seu colega venezuelano não iria à cúpula, onde ambosplanejavam se reunir na sexta-feira. Na quarta-feira, quatro pessoas foram baleadas e dezenasficaram feridas num confuso confronto na Universidade Centralda Venezuela entre partidários e adversários de Chávez. Os chavistas dizem que a reforma constitucional ampliará opoder popular, enquanto a oposição afirma que o objetivo éperpetuar o presidente no poder. Um referendo sobre o tema está marcado para o próximo dia2. (Por Enrique Andrés Pretel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.