Chávez diz que não pagará o valor de mercado por CANTV

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse no domingo que não pagará o valor de mercado da maior companhia de telecomunicações do país, a CA Nacional Telefonos de Venezuela (CANTV), quando ela for nacionalizada.Em discurso durante seu programa semanal de TV e rádio, Chávez disse que o preço pela companhia deverá incluir os débitos com funcionários, pensões e outras obrigações, incluindo um "débito tecnológico" com o Estado. "Pagarei quando a lei sentenciar e na forma que o governo decidir." A CANTV foi privatizada em 1991.No início do mês, Chávez anunciou seu plano de tomar o controle da companhia - propriedade parcial da empresa norte-americana Verizon Communications Inc.Chávez disse ainda no domingo ao ministro de telecomunicações venezuelano, Jesse Chacon, para fiscalizar a indicação de um novo quadro de diretores da companhia. "Você tem que agir. Eu já dei as instruções", teria dito o presidente.Ele acrescentou que a nacionalização poderá ser apressada com a aprovação da "lei de permissão" - que daria a Chávez a autoridade para aprovar uma série de leis por decreto durante um período de 18 meses.A Assembléia Nacional, controlada pelos aliados políticos do presidente, deverá dar a aprovação final à medida ainda nesta semana.Chávez também planeja nacionalizar o setor elétrico e tomar o controle de quatro lucrativos projetos petrolíferos e do setor de gás natural.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.