Chávez diz que poderá convocar referendo sobre novas reeleições

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, declarou neste domingo que se a oposição não apresentar candidatos às eleições presidenciais de dezembro, ele poderia convocar um referendo que lhe permita disputar novas reeleições. "Se os EUA tentam obter uma condenação mundial contra a Venezuela, deslegitimar o governo com a história de que em dezembro não houve oposição nas eleições, eu poderia considerar submeter a reforma a um referendo", disse Chávez em seu programa dominical Alô Presidente, transmitido desde a cidade de Puerto Ordaz, cerca de 500 quilômetros ao sul de Caracas.Atualmente, a Constituição venezuelana permite uma reeleição consecutiva, mas a reforma levantaria essa restrição e abriria caminho para reeleições sucessivas."Talvez eu deixe a presidência em 2013, senão em seis anos mais, 2019. E depois seis anos mais, 2025. E depois seis mais, 2031", calculou.Ele insistiu que esta é uma idéia que está estudando para dezembro, caso a oposição queira fazer novamente com que todos se retirem das eleições, alegando que não há condições.O presidente venezuelano disse que seu rival nas eleições de dezembro é o governo dos EUA e uma vez mais, "para não reconhecer minha vitória, provocará violência, morte e desestabilização para justificar uma intervenção internacional".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.