AE
AE

Chávez diz que tropa colombiana entrou na Venezuela

Chávez qualificou a manobra como uma "provocação" de seu colega da Colômbia, Álvaro Uribe

Agência Estado, Agencia Estado

09 de agosto de 2009 | 20h13

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou neste domingo, 9, que tropas colombianas cruzaram a fronteira e entraram em seu país. Chávez qualificou a manobra como uma "provocação" de seu colega da Colômbia, Álvaro Uribe.

O líder venezuelano disse que esta invasão teria ocorrido pelo rio Orinoco, no sul do país. "Nós não estamos falando de uma patrulha com alguns soldados que por equívoco passou (pela fronteira). Não, estes cruzaram o rio Orinoco em uma lancha e incursionaram em território venezuelano", afirmou Chávez, em seu programa dominical Alô, Presidente. "Quando nossas tropas chegaram, elas já tinham partido."

Neste domingo, o jornal venezuelano El Universal informou, em seu site, que o país interromperá o subsídio para o combustível vendido à Colômbia. Chávez afirmou que a relação entre os dois países "segue congelada", apesar de ter enviado de volta o embaixador venezuelano em Bogotá. O presidente pediu ainda que se reduza o comércio bilateral. "Sinto pelos produtores colombianos, reclamem a seu governo."

Chávez afirmou que seu país tem recebido "agressões e mais agressões" da Colômbia. "O único que temos dado a eles é afeto e as mãos abertas para o trabalho."

O governo venezuelano é um dos mais duros críticos do recente anúncio da Colômbia de que os Estados Unidos instalarão bases militares em seu território. Chávez reiteradamente acusa Washington de planejar intervir na Venezuela, o que o governo norte-americano nega. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada neste domingo, o vice-ministro da Defesa da Colômbia, Sergio Jaramillo, negou que os EUA instalarão bases em seu país. "Não haverá base americanas na Colômbia, de nenhum tipo", garantiu Jaramillo, apontando que houve "um grave problema de comunicação".

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaHugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.