Chávez diz ter detido espião americano

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou na quinta-feira a prisão de um americano de origem latina que teria tentado entrar ilegalmente no país pela Colômbia. Segundo o líder bolivariano, ele seria um espião. Em Washington, o governo americano disse desconhecer a informação da prisão e pediu que o detento receba assistência consular. Chávez, que declarou que o americano tinha "cara de mercenário", tem relações diplomáticas tensas com os EUA, principal comprador do petróleo venezuelano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.