Chávez diz ter falado com Fidel por telefone na quinta

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse nesta sexta-feira que falou por telefone na quinta com o líder cubano Fidel Castro, afastado do poder desde julho depois de passar por uma cirurgia de urgência que ameaçou sua vida.A operação intestinal pela qual Fidel passou há cinco meses gerou muitos rumores sobre sua saúde, guardada como segredo de Estado pelo governo cubano. Especulações internacionais apontam, através das últimas imagens divulgadas pela imprensa, que Fidel Castro estaria com câncer em estado terminal."Lhes trago uma saudação fresquinha de Fidel, uma saudação fresquinha de Fidel", disse Chávez num momento em que as conjecturas sobre a saúde do presidente cubano haviam crescido, devido a sua ausência nos eventos organizados para comemorar, com atraso, seu aniversário de 80 anos no fim de semana passado."Na tarde de quinta tive a chance de conversar com Fidel por telefone em duas ocasiões, à tarde e à noite, (quando) retornei a chamada para mais consultas. Estamos trabalhando muito pela Alba (Alternativa Bolivariana das Américas)", disse Chávez durante ato com sua equipe eleitoral.Caracas e Havana estreitaram suas relações comerciais e políticas desde que Chávez chegou ao poder em 1999 e formam um "núcleo duro" de governos críticos dos Estados Unidos na região.EspeculaçõesEm entrevista ao Washington Post nesta sexta-feira, o chefe da inteligência norte-americana, John Negroponte, disse que Fidel está muito doente e perto da morte. "Tudo o que vemos indica que não será muito prolongado...meses, não anos", disse Negroponte.Na última semana, o jornal britânico The Independent publicou que o ditador cubano enfrenta um câncer terminal e poderia morrer antes do Natal. O diário ouviu diplomatas ocidentais em condição de anonimato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.