Chávez doou combustível

Um dia antes de a Assembleia-Geral da ONU aprovar com esmagadora maioria uma resolução condenando o regime de Bashar Assad, em fevereiro, o navio petroleiro Negra Hipólita, da estatal venezuelana PDVSA, chegou ao porto sírio de Baniyas. Era a segunda vez que o presidente Hugo Chávez enviava combustível a Assad, que enfrenta uma crescente rebelião armada, em um sinal de "solidariedade contra o imperialismo". Segundo analistas, o Negra Hipólita - batizado em homenagem à enfermeira do herói Simón Bolívar - estava carregado com diesel e outros tipos de combustível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.