Chávez é derrotado em referendo sobre reforma constitucional

O presidente venezuelano, Hugo Chávez,reconheceu nesta segunda-feira sua primeira derrota eleitoralem quase nove anos no poder, depois que sua polêmica propostade reforma constitucional foi rechaçada por uma diferençaestreita no referendo de domingo no país. Chávez assegurou, durante discurso transmitido pelatelevisão para todo país, que sua proposta, com a qual buscavaampliar seus poderes e eliminar os limites a reeleiçãopresidencial, segue "viva", deixando a porta aberta para voltara insistir no projeto. Após longas horas de espera, o Conselho Nacional Eleitoral(CNE) divulgou os dados referentes à contagem de votos namadrugada desta segunda. Os que votaram pelo "não" da reformasomaram 50,7 por cento e os do "sim", 49,49 por cento. O númerode abstenções foi alto: 44,11 por cento. A derrota no referendo é um duro golpe para Chávez, quetransformou a campanha em um plebiscito sobre sua gestão, aoadvertir que quem votasse contra sua proposta estaria votandocontra ele e sua "revolução socialista". "A Venezuela disse não ao socialismo, a Venezuela disse simà democracia", afirmou Leopoldo López, prefeito de um distritovenezuelano que pertence à oposição. REUTERS RA CS

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.