Chávez faz viagem a Rússia para "alimentar" seu exército

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, iniciou nesta terça-feira uma visita a Rússia, onde pretende assinar os documentos para a compra de novos aviões de combate e helicópteros. Ele visitará a cidade de Volgograd - antiga Stalingrado - e depois partirá para Izhevsk, cidade em que os rifles Kalashnikov são fabricados.Os Estados Unidos tentam dissuadir a Rússia de vender armas para a Venezuela, mas Moscou se nega a atender os pedidos de Washington. Chávez tem visitado vários países com o objetivo de fazer lobby por um assento para a Venezuela no Conselho de Segurança da ONU.Na segunda-feira, ele assinou uma série de acordos de cooperação com o presidente da Bielo-Rússia, Alexander Lukashenko, cobrindo tópicos como tecnologia, energia e agricultura.Tanto Lukashenko quanto Chávez são alvos constantes de críticas dos EUA.Aliança estratégicaSegundo Chávez, que os acordos com a Bielo-Rússia são apenas o começo de uma aliança estratégica. Ele ainda irá visitar o Catar, Irã, Vietnã e Mali.Os EUA têm demonstrado sérias preocupações para com os movimentos venezuelanos, proibindo a venda de produtos americanos para o governo de Caracas.A Rússia planeja entregar 30 jatos Sukhoi Su-30 e 30 helicópteros para a Venezuela. Mas o país latino também pretende comprar 100 mil rifles AK-103, além de abrir uma filiar da Kalashnikov em seu próprio território.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.