Chávez festeja com Ahmadinejad a derrota eleitoral de Bush

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, revelou nesta sexta-feira que conversou por telefone com seu o chefe de Estado iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, para, entre outros assuntos, comemorar a derrota eleitoral do partido republicano, do americano George W. Bush. "Costumo conversar com o presidente do Irã. Telefonei hoje porque tínhamos um motivo para comemorar: o verdadeiro nocaute de Bush", afirmou Chávez num ato oficial com empresários locais. O presidente acrescentou que também falou com Ahmadinejad sobre o "avanço de projetos conjuntos", como as fábricas de tratores e de veículos instaladas na Venezuela com tecnologia iraniana. O Partido Democrata americano derrotou o Republicano nas eleições, obtendo a maioria das cadeiras na Câmara de Representantes e no Senado. Chávez disse que espera "que os líderes democratas ouçam a voz da grande maioria" do povo americano, que "tem sido manipulado mas sentiu que o governo de Bush é ditatorial". Ele argumentou que nos EUA a "pobreza duplicou" nos últimos anos, enquanto na Venezuela "revolucionária" ela "caiu pela metade". A pobreza crítica passou de "21% para 10% em oito anos", informou. Chávez disse na quarta-feira que o governo "verdadeiramente selvagem" de Bush recebeu um "voto de castigo" dos cidadãos e uma "surra" da oposição democrata nas eleições. E opinou que Bush deveria renunciar ao cargo e antecipar as eleições presidenciais. As relações diplomáticas entre Venezuela e EUA estão marcadas por constantes acusações mútuas

Agencia Estado,

10 Novembro 2006 | 07h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.