Chávez gasta bilhões em helicópteros e aviões

Em meio a crescente tensão entre a Venezuela e os Estados Unidos, o presidente venezuelano Hugo Chávez acaba de gastar mais de US$ 2,5 milhões para modernizar o exército do país, com a compra de helicópteros, barcos e aviões de transporte militar em negócios que já ultrapassam os US$ 2,5 bilhões. Um navio cargueiro carregando 30 mil rifles de assalto, modelo Kalashnikov, está rumando para a Venezuela. Este é o primeiro carregamento de um total de 100 mil armas que estarão em mãos da administração de Chávez até o final deste ano. O exército tem pensado em comprar mais submarinos, e Chávez planeja um negócio ainda maior com a Rússia englobando caças de combate.Os EUA têm tentado bloquear as tentativas de compras venezuelanas, mas Chávez está olhando cada vez mais para outros países em busca de outros fornecedores, como a Espanha e a Rússia."A tentativas dos Estados Unidos de nos bloquear, nos desarmar, estão falhando", disse Chávez após anunciar o carregamento de Kalashnikovs.A administração Bush, cita os laços de Chávez com o Irã e Cuba e acusa a Venezuela de não cooperar com os esforços antiterroristas. O governo americano anunciou neste mês que irá bloquear novas vendas de armas ao país.Os EUA têm se recusado a vender à Venezuela as versões atualizadas de seus jatos F-16. Mas Chávez diz que ele não precisa, nem quer, o armamento americano.Washington, preocupado com as compras da Venezuela, pediu à Rússia e à Espanha para desistirem dos negócios, mas os dois países se recusaram. A Espanha diz que continuará com o negócio, tirando as partes americanas e colocando outras de países diferentes.O economista Mark Stoker diz que essas compras não parecem ser uma ameaça significativa, já que o Brasil e a Colômbia gastam ainda mais com seus exércitos.Chávez também está ajudando o presidente boliviano, Evo Morales, e tem alertado que existe uma conspiração americana para derrubar Morales, mas Washington nega tais acusações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.