Chávez manifesta solidariedade por greve de fome de Evo

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ligou hoje para seu colega boliviano Evo Morales e manifestou solidariedade pela greve de fome que já dura quatro dias.

AE-AP, Agencia Estado

12 de abril de 2009 | 19h58

Chávez ligou para o presidente da Bolívia quando este falava em um programa transmitido pela rádio e TV do país. "Faço chegar até você toda nossa solidariedade. Sei que Fidel Castro ligou para você e que conversaram. Siga em frente, estamos contigo", disse Chávez durante a transmissão.

Morales iniciou a greve de fome com o objetivo de pressionar o Congresso a aprovar uma lei que o autoriza a convocar as eleições gerais para dezembro.

Na sexta-feira, ele aceitou reformular os registros eleitorais como exige a oposição, desde que não se mude a data das eleições. Disse, no entanto, que irá manter seu protesto até que o Congresso aprove a lei. Morales acrescentou que os novos registros irão incorporar mudanças para garantir mais transparência às eleições.

Os opositores do presidente acolheram a proposta com otimismo e disseram que fariam o possível para reiniciar ainda hoje a sessão legislativa, paralisada desde quinta-feira por conta de divergências entre defensores de Morales e a oposição.

Tudo o que sabemos sobre:
Evo MoralesHugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.