Chávez ordena retirada do embaixador venezuelano de Lima

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou a retirada do embaixador de seu país em Lima, quatrodias depois de o governo peruano dar a mesma ordem ao chefe de sua missão diplomática em Caracas. "Neste caso, não resta alternativa a não ser retirar nosso embaixador. Ordenei a sua volta, com muita dor", anunciou Chávez à imprensa após uma reunião com o presidente boliviano, Evo Morales,no Palácio do Governo de La Paz. A decisão é o capítulo mais recente da crise entre Venezuela e Peru por causa de uma troca de ofensas entre o líder venezuelano e o candidato à Presidência do Peru Alan García, que atingiu também o presidente Alejandro Toledo. "Acho que não deveríamos ter chegar a esse ponto, porque foi uma agressão gratuita de um candidato deles. O governo se intrometeu e retirou o seu embaixador, então retiramos o nosso", explicou Chávez. García vai disputar o segundo turno das eleições dia 4 de junho com o nacionalista Ollanta Humala, apoiado abertamente por Chávez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.