Chávez promete à China 1 milhão de barris de petróleo diários

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na sexta-feira, 23, que seu país multiplicará o fornecimento de petróleo à China até chegar a 1 milhão de barris diários em 2012.Chávez se reuniu no palácio de Miraflores, sede do governo, com representantes da Companhia Nacional de Petróleo da China (CNPC). Ele disse que a conversa se concentrou em três projetos de formação de empresas mistas entre a CNCP e a estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) para explorar vários setores da Faixa do Orinoco, construir três refinarias na China e a formar uma grande frota petrolífera.O objetivo dos projetos é "chegar a 2012 fornecendo 1 milhão de barris diários à China", segundo Chávez. O acordo para explorar a Faixa do Orinoco será assinado na próxima segunda-feira, acrescentou."A CNPC terá 40% das ações, e a PDVSA, 60%. A empresa terá um investimento de bilhões de dólares", enfatizou. O presidente venezuelano acrescentou que ela estará em funcionamento em "dois ou três anos" e produzirá 600 mil barris diários de petróleo.Outra empresa mista será criada na China, com 60% de capital da CNPC e 40% da PDVSA, para construir três refinarias com uma capacidade total de processamento de 800 mil barris diários.A terceira sociedade, com capital dividido meio a meio, vai administrar uma frota de grandes petroleiros para cobrir a rota entre a Venezuela e a China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.