Chávez promove diplomata expulsa dos Estados Unidos

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta sexta-feira que promoverá a diplomata que foi expulsa dos Estados Unidos em retaliação à expulsão de um oficial americano acusado de espionagem. Jenny Figueredo, que servia como chefe de equipe na embaixada venezuelana em Washington até sua expulsão, foi nomeada vice-ministra do exterior na Europa, afirmou Chávez depois de uma reunião com a diplomata.Jenny retornou ao país com uma recepção de heroína esta semana, dizendo que estava orgulhosa por ter sido requisitado que ela saísse dos Estados Unidos em resposta à expulsão de um adido americano acusado de espionagem.Ela negou que tivesse sido recompensada pelo presidente Chávez. "Se tivessem me oferecido um prêmio, eu não teria aceitado. Isso não é um prêmio eu vejo como uma promoção como qualquer outra", afirmou.Chávez usou de um tom de conciliação incomum sobre as relações entre Estados Unidos e Venezuela, após o recente mal estar diplomático. "Tudo pode melhorar. Se formos vizinhos e nos respeitarmos tudo pode correr calmamente" concluiu".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.