Chávez propõe base militar russa na Venezuela

Em visita ao país, presidente venezuelano diz que cooperação militar entre Moscou e Caracas continuará

Agências internacionais,

23 de julho de 2008 | 09h25

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, declarou nesta quarta-feira, 23, que a cooperação militar entre Caracas e Moscou continuará e deu a entender que a Rússia deveria estabelecer uma base militar em solo venezuelano, informou a mídia russa.   De acordo com a agência de notícias Interfax, Chávez disse durante entrevista coletiva concedida em Moscou que seu país encontra-se em meio a um processo de reforma dos equipamentos militares e de compra de caças Su-30 e de componentes de um sistema integrado de defesa aérea.   Chávez também sugeriu, de acordo com despachos da Interfax e outras agências russas de notícias, que receberia com satisfação uma presença militar russa na Venezuela.   O líder venezuelano chegou à Rússia para seu primeiro encontro com o novo presidente do país, Dmitri Medvedev, e para selar uma série de parcerias nas áreas de defesa, energia, finanças, ciência e tecnologia - incluindo três acordos da estatal petrolífera venezuelana PDVSA com as russas Lukoil, TNK-BP e Gazprom para a exploração de hidrocarbonetos na Faixa do Rio Orinoco.   Segundo Chávez, os acordos assinados nos últimos anos com a Rússia, sobretudo na área de segurança, "garantirão a soberania da Venezuela, que é ameaçada pelos Estados Unidos". "Se as Forças Armadas russas quiserem ter uma presença na Venezuela, serão bem recebidas", afirmou o venezuelano, segundo a agência de notícias Reuters, logo após anunciar que houve "química pessoal" entre ele e Medvedev. "Já somos grandes e bons amigos."

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.