Chávez quer reservas no Brasil, diz oposição

A oposição venezuelana afirmou ontem que o presidente Hugo Chávez estuda transferir as reservas internacionais depositadas nos EUA e na Europa para países "aliados", como Brasil, Rússia e China. Segundo o deputado opositor Julio Montoya, a operação seria feita nos próximos dois meses. O Banco Central venezuelano estima que as reservas do país cheguem a US$ 28,7 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.