Chávez quer vetar declaração da Cúpula das Américas

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou que ele e "vários governantes aliados" pretendem "vetar agora mesmo" a declaração final da Cúpula das Américas. A reunião entre líderes ocorrerá entre amanhã e domingo, em Trinidad e Tobago, com a presença do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. "Há uma declaração que é difícil de assimilar", disse Chávez. "Está totalmente deslocada no tempo e no espaço, como se o tempo não tivesse passado", falou a jornalistas no aeroporto de Cumaná, cidade 300 quilômetros a leste de Caracas.

AE-AP, Agencia Estado

16 de abril de 2009 | 14h43

Chávez se reúne na cidade com líderes aliados da América Latina e do Caribe para coordenar e unificar conceitos e propostas para o encontro em Trinidad e Tobago. "Então essa declaração a Venezuela veta agora mesmo, desde agora mesmo. Até ontem à noite estavam discutindo lá (em Port of Spain), e nós junto com outros países dissemos que não estamos de acordo com essa declaração", disse o líder venezuelano. "Dificilmente, nas poucas horas que restam, haverá mudanças nessa posição", previu Chávez.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaCúpula das AméricasChávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.