Chávez quis atrair capital externo

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, tentou salvar sua "revolução socialista" apelando, nos bastidores, para que empresas americanas, europeias e asiáticas investissem no setor petroleiro do país, que estaria aos pedaços, sofrendo com a falta de capital, com problemas de controle de qualidade e com estatísticas de produção infladas. A Venezuela estaria enfrentando dificuldades depois que as nacionalizações determinadas pelo presidente afastaram o capital internacional. Em telegramas secretos, diplomatas americanos relatam conversas com funcionários do alto escalão da PDVSA, estatal do petróleo da Venezuela. "A admissão de que há uma manipulação do preço do petróleo cru reforça as suspeitas de que o governo Chávez manipula as estatísticas oficiais", disse o então embaixador americano em Caracas Patrick Duddy.

,

10 de dezembro de 2010 | 00h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.