Chávez reaparece e diz 'perdoar' seus rivais

Presidente venezuelano joga variante de bocha com ministros para desmentir novos boatos sobre sua saúde

CARACAS, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2012 | 03h08

A TV estatal venezuelana divulgou ontem o primeiro vídeo com imagens do presidente Hugo Chávez em Cuba desde que ele retornou à ilha para concluir o tratamento de radioterapia contra um câncer pélvico, há dez dias. Ao lado de ministros e parentes, o líder bolivariano leu jornais locais em uma aparente tentativa de desmentir boatos sobre sua morte, que tomaram a Venezuela após o silêncio oficial sobre seu estado de saúde.

No vídeo, Chávez disse perdoar seus adversários políticos que desejaram sua morte e garantiu ter feito um pacto com Deus para sobreviver. Ele ainda disputou uma partida de bola crioula, uma variação da bocha, popular na Venezuela, Colômbia e Cuba.

"Aos que me desejam mal, os perdoo", disse o presidente, segurando um crucifixo. "Tenho uma fé muito grande no tratamento da doença que me afeta desde o ano passado. Seguirei vivendo para dar a vida pelo povo e pela revolução."

Chávez vestia um agasalho esportivo azul e branco e não mostrava dificuldade para se locomover. Ao seu lado, estavam o chanceler Nicolás Maduro, o ministro de Ciência e Tecnologia Jorge Arreaza, seu irmão Adán, governador de Barinas, a filha María e um de seus netos.

O presidente ainda comentou o resultado de uma pesquisa divulgada na segunda-feira na Venezuela, que lhe deu uma vantagem de 19 pontos porcentuais sobre o candidato da Mesa da Unidade Democrática (MUD), Henrique Capriles. "Vamos continuar consolidando essa vantagem", prometeu Chávez. As eleições ocorrem em outubro. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.