Chávez reitera que não aceita novo chefe da missão dos EUA

O líder venezuelano, Hugo Chávez, reiterou ontem que não permitirá a entrada no país do embaixador designado pelos EUA, Larry Palmer. Chávez o acusa de "desrespeito". "O sr. Palmer aqui não entra", sentenciou. "Se ele vier, prenda-o em Maiquetía (região do aeroporto de Caracas). Nicolás (Maduro, chanceler venezuelano), dê a ele um café em meu nome e ao, mesmo tempo, "tchau, tchau"." Palmer irritou Chávez ao informar o Congresso dos EUA que o moral dos militares venezuelanos estava baixo e sugerir a presença da guerrilha colombiana no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.