Chávez se diz saudável após 4 sessões de quimioterapia

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou neste domingo que o tratamento de quimioterapia contra um câncer não o deixou debilitado ou com efeitos colaterais. Chávez voltou à Venezuela pouco antes da meia-noite de quinta-feira, depois do que descreveu como a quarta sessão de quimioterapia em Cuba, que segundo ele pode ser última. "Meu corpo se sente saudável e eu agradeço a Deus e a todos vocês, assim como à ciência médica. E o que é mais importante é que minha alma se sente revivida, como se estivesse curada", afirmou o presidente em cerimônia liderada pelo ministro da juventude do país e transmitida na televisão estatal, VTV.

AE, Agência Estado

25 Setembro 2011 | 18h55

"Estou em tratamento, (com) drogas, mas todos os sinais vitais estão bons; as coisas estão progredindo bem. Felizmente, a quimioterapia não afetou nenhum órgão e não teve efeitos colaterais", garantiu. Chávez, que tem 57 anos, teve um tumor removido em 10 de junho, em Havana, mas as autoridades deram poucas informações sobre o tipo de câncer do presidente. Informou-se que o tumor foi retirado da "área pélvica", mas não há informações sobre a gravidade de sua condição. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
VenezuelaChávezquimio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.