Chávez vai liderar protesto contra visita de Bush à AL

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, vai liderar um protesto da esquerda em um estádio de futebol argentino na sexta-feira, 9, quando o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, deve chegar ao vizinho Uruguai para uma visita oficial. Dezenas de grupos ativistas argentinos estão planejando o evento no estádio Ferrocarril Oeste, que pode suportar até 40 mil pessoas, disseram organizadores nesta segunda-feira. A visita de Bush é parte de um tour regional que inclui passagens pelo Brasil, Colômbia, Guatemala e México, além do Uruguai. Jorge Ceballos, um ativista argentino que está organizando a manifestação, disse a uma rádio local que o evento quer passar uma "mensagem alternativa" às políticas dos EUA na região. "Os Estados Unidos estão tentando barrar a expansão do Mercosul", disse Celallos, que também é subsecretário do Ministério do Desenvolvimento Social na Argentina. A Venezuela é o mais recente membro do Mercosul, que inclui Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, unindo-se ao bloco no ano passado. A visita de Bush ao Uruguai tem aumentado a especulação de que o país sul-americano possa alcançar um acordo de livre comércio com os Estados Unidos, o que é fortemente combatido pelas economias mais desenvolvidas do Mercosul, em busca de mais mercado, embora o presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, tenha reafirmado o compromisso com o bloco. No Brasil, os principais movimentos sociais programaram uma manifestação, no dia 8 de março, contra a visita do mandatário norte-americano ao país.As manifestações anti-Bush convocadas em São Paulo vão seconcentrar em uma marcha na Avenida Paulista, por ocasião do Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março.São esperadas entre 20 e 30 mil pessoas para o protesto "contra o imperialismo americano" e a ingerência de Bush na América Latina e no resto do mundo, disse à agência Efe o ex-sacerdote Luis Bassegio, secretário-geral da Pastoral do Migrante, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.