Chávez visita Irã para fortalecer relação bilateral e 'eixo anti-imperialista'

É a nona viagem do venezuelano a Teerã; reuniões devem ter foco no setor energético

Efe

19 de outubro de 2010 | 10h44

Ahmadinejad recebe Chávez em Teerã. 

 

TEERÃ - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, iniciou nesta terça-feira, 19, sua nona visita a Teerã, destinada a estreitar e ampliar a crescente relação bilateral e consolidar o que denominam como eixo anti-imperialista.

 

O líder sul-americano foi na manhã desta terça por seu colega Mahmoud Ahmadinejad, com uma habitual cerimônia protocolar no palácio presidencial. Em seguida, ambos os presidentes e suas respectivas delegações começaram a rodada de reuniões, focadas, segundo fontes oficiais, na expansão dos vínculos econômicos, em particular no setor energético.

 

Espera-se que, durante a visita, seja formada uma sociedade conjunta para o transporte marítimo de petróleo, o que permitirá à Venezuela vender mais de meio milhão de barris na Europa e Ásia. Além disso, será levantada a possibilidade de Caracas investir na jazida de South Pars, considerada a mais rica do mundo e da qual as grandes multinacionais tiveram que se retirar devido às sanções que pesam sobre o Irã por seu programa nuclear.

 

No primeiro dos dois dias da visita, Chávez deve ainda inaugurar um projeto imobiliário nos arredores de Teerã. Esta é a terceira visita do presidente venezuelano ao país em um ano e meio e a nona desde que assumiu o poder.

 

Ahmadinejad, que considera a Venezuela um aliado estratégico e um companheiro na luta contra o imperialismo ocidental, visitou Caracas pela última vez em outubro de 2009. Neste meio tempo, ambos países assinaram mais de 200 acordos de cooperação em diferentes setores e elevaram o volume de trocas comerciais para acima dos US$ 5 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.