REUTERS/Marco Bello
REUTERS/Marco Bello

Chavismo prende veterano líder da oposição a Maduro

Enrique Aristeguieta, de 84 anos, lutou contra ditadura Marco Jiménez nos anos 50 e faz parte de setor mais radical do antichavismo

O Estado de S.Paulo

02 Fevereiro 2018 | 13h07

CARACAS - A oposição na Venezuela denunciou nesta sexta-feira, 2, a prisão de Enrique Aristeguieta, líder histórico da luta contra a ditadura de Marco Pérez Jiménez (1952-1958) e opositor ao governo chavista de Nicolás Maduro. Segundo a ONG Foro Penal Venezuelano, Aristeguieta, de 84 anos, foi detido em casa de madrugada, pelo Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin)

+ Economist: Intervenção armada na Venezuela é péssima ideia

“Não o agrediram, e foram decentes nesse sentido, mas está preso em paradeiro desconhecido”, disse a ex-deputada Maria Corina Machado.  O próprio Aristeguieta publicou em sua conta no Twitter que estava sendo preso pelo Sebin.

Segundo o FPV, além do opositor, outras 13 pessoas foram presas por motivos políticos nesta semana. “Agentes vestidos de preto levaram essas pessoas de suas casas ou locais de trabalho sem ordem de prisão”, afirmou o diretor da ONG, Alfredo Romero.  Ainda de acordo com o Foro Penal, o governo de Maduro mantém cerca de 230 presos políticos. O chavismo diz  que eles violaram a lei. 

+ Milhares de venezuelanos podem morrer por falta de material para diálise

Aristeguieta, que faz parte do bloco político de Maria Corina, foi deputado, governador e embaixador e representa uma das partes mais radicais da oposição a Maduro. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.