AP Photo/Rodrigo Abd
AP Photo/Rodrigo Abd

Chavismo promete entregar ajuda humanitária a colombianos e organizar show na fronteira

Iniciativas são as mesmas anunciadas pela oposição, EUA e Colômbia para pressionar militares a romper com Nicolás Maduro

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2019 | 16h17

CARACAS - O governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, prometeu entregar ajuda humanitária a crianças pobres de Cúcuta e organizar um concerto musical em defesa do chavismo como resposta à tentativa da oposição e dos Estados Unidos  de oferecer toneladas de remédios e alimentos a venezuelanos que sofrem com a grave crise econômica no país. 

Segundo o Ministro da Informação, Jorge Rodríguez, 20 mil cestas básicas serão doadas a “crianças em situação de pobreza”. Ele também prometeu organizar o concerto “Tirem as mãos da Venezuela”, em resposta à iniciativa similar do empresário Richard Branson, que quer promover um show em Cúcuta nos próximos dias para arrecadar fundos para refugiados venezuelanos. 

“Ninguém atende ao povo de Cúcuta, que tem 10% da população em pobreza extrema”, disse Rodríguez, um dos colaboradores mais próximos do presidente, sem dar detalhes da suposta iniciativa. “Será uma demonstração da mão solidária da Venezuela.”

“Tem que estar completamente descolado da realidade para brincar assim com as necessidades do povo venezuelano”, disse o líder opositor Juan Guaidó, sobre a iniciativa de Rodríguez. “Tem que ser muito cínico para prometer entregar ajuda humanitária e organizar um show.”

A oposição e os EUA, com auxílio do governo da Colômbia, planeja convencer os militares venezuelanos a permitir a entrega da ajuda humanitária na Venezuela, à revelia de Maduro, no dia 23, em uma estratégia descrita como golpista por Caracas. /EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.