Chavistas vão às ruas por sanções à PDVSA

Milhares de partidários do presidente venezuelano, Hugo Chávez, se reuniram ontem em Caracas para protestar contra as sanções impostas pelos Estados Unidos conta a PDVSA, a estatal venezuelana do petróleo. "O povo, unido, jamais será vencido", gritavam os chavistas. O ministro da Energia Rafael Ramírez disse à multidão que o país deve ser respeitado. "Ninguém mexe com a Venezuela"afirmou. As punições foram impostas pelo governo americano por conta dos negócios entre a PDVSA e o governo do Irã.

, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.