Checos aprovam entrada do país na UE

Os checos aprovaram neste sábado a entrada do país na União Européia. É o que revelamos resultados parciais divulgados após o segundo dia de referendo. Apurados 82% dos votos, a adesão à UE tinha 77% da preferência. Mais de 54% dos eleitores compareceram às urnas, número suficiente para validar a consulta popular.Entre os primeiros a votar estavam o ex-presidente Vaclav Havel, adepto do "sim", e o atual governante, Vaclav Klaus, que não revelou sua opção. Muitos checos acreditam que a adesão da República Checa à UE,prevista para maio do próximo ano, juntamente a outras novenações européias, trará benefícios econômicos a longo prazo parao país. Outros, no entanto, acham que o país não está preparadopara a integração por ter abandonado há pouco tempo, em 1989, o socialismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.