Chefão do crime condenado à morte no Vietnã

O chefe do crime organizado no Vietnã foi condenado nesta quinta-feira à morte por pelotão de fuzilamento, no julgamento criminal mais divulgado do país asiático. Observadores internacionais viram o julgamento como um teatro para demonstrar firmeza do Partido Comunista na luta contra a corrupção. Truong Van Cam, mais conhecido como Nam Cam, e cinco cúmplices foram condenados à morte por uma rede de crimes incluindo suborno, jogos de azar e assassinato e que envolveu altas autoridades do governo e do partido.?Não precisamos esperar para ver se Truong Van Cam vai pegar a morte?, disse o advogado de defesa, Nguyen Dang Trung, horas antes da proclamação da sentença. ?Todos sabemos que vai ser a morte?. Observadores internacionais viram o julgamento, com 155 réus em três cortes, como um teatro necessário para limpar a reputação manchada do partido.Nam Cam, de 56 anos, um ex-estivador e veterano do antigo Exército do Vietnã do Sul, era o líder de um vasto império criminoso até ser preso, em dezembro de 2001. O julgamento expôs ao público os laços estreitos entre o crime organizado e setores do Partido Comunista, embaraçando a liderança do país. Três altas autoridades, incluindo dois membros do Comitê Central do Partido, foram condenados à prisão, por aceitar subornos e negligência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.