Chefe da BP deve deixar cargo, afirma imprensa britânica

O executivo-chefe da British Petroleum (BP), Tony Hayward, está negociando sua saída antes da divulgação dos resultados do primeiro semestre, na terça-feira, de acordo com a informações divulgadas pela imprensa britânica neste domingo.

AE-AP, Agência Estado

25 de julho de 2010 | 14h47

Citando fontes, a "BBC" e o jornal "Sunday Telegraph" noticiaram que, durante o fim de semana, houve negociações detalhadas sobre o futuro de Hayward. De acordo com a BP, Tony Hayward ainda conta com o apoio do conselho e dos gerentes.

Uma declaração formal sobre a saída do executivo será feita em 24 horas, de acordo com a "BBC", e em 48 horas, de acordo com o "Sunday Telegraph". De acordo com o jornal, a diretoria está considerando um plano para Hayward sair assim que o poço da BP, que explodiu no Golfo do México em abril, estiver vedado.

Hayward tem sido severamente criticado desde o incêndio e a explosão na plataforma Deepwater Horizon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.