Chefe da defesa área síria morre próximo a Damasco

O chefe da defesa aérea da Síria, general Hussein Ishaq, foi morto durante combate próximo à capital do país, Damasco, sendo um dos poucos oficiais que perderam a vida durante a guerra civil dos últimos três anos.

Agência Estado

18 de maio de 2014 | 15h05

O general foi morto durante um ataque dos rebeldes à base da defesa aérea ontem, próximo à cidade de Mleiha, disse um oficial em condição de anonimato. O observatório de direitos humanos britânico, baseado na Síria, também confirmou a morte do general Ishaq, acrescentando que o oficial não sobreviveu a ferimentos sofridos no ataque.

O observatório, que baseia seus relatos em informações de uma rede de ativistas em terra, disse que o general Ishaq entrou em confronto com militantes do Nusra, um braço da al Qaeda na Síria, e com outro grupo de rebeldes islâmicos.

Mleiha tem sido palco de pesados confrontos nas últimas semanas. Forças aliadas do presidente sírio Bashar al-Assad conduziram um pesado bombardeio na região, onde os rebeldes consideram estrategicamente importante por conta de sua proximidade com a capital.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaguerra civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.