Chefe da Força Aérea escapa de atentado

O chefe da Força Aérea do Zimbábue, Perence Shiri, aliado do presidente zimbabuano, Robert Mugabe, ficou ferido após uma tentativa de assassinato no sábado, informou ontem o jornal estatal Herald. Shiri foi baleado a caminho de sua fazenda e se recupera em um hospital de Harare. Segundo o ministro do Interior, Kembo Mohadi, o ataque é parte de uma onda de atentados que tem como objetivo desestabilizar o governo de Mugabe. O Zimbábue acusa o governo de Botsuana de treinar militantes da oposição para derrubar o presidente zimbabuano, no poder desde 1980.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.