Chefe da inteligência de Kadafi é julgado

Um tribunal de Trípoli começou ontem o processo contra Abu Zid Amre Durda, chefe do serviço de inteligência internacional durante o regime de Muamar Kadafi. O julgamento é o primeiro contra um alto dirigente do antigo governo. Durda é acusado de seis crimes, entre eles assassinato de civis, tentativa de desestabilizar o país e sequestro. O acusado negou todas as acusações e assegurou que era a primeira vez que as escutava. A pedido da defesa, o julgamento será retomado no dia 26.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.