Chefe da missão do FMI na Argentina volta aos EUA

O FMI informou que o chefe da missão do Fundo em Buenos Aires, Thomas Reichmann, retornará esta noite a Washington, "para relatar os recentes desenvolvimentos". Em nota divulgada à imprensa, o FMI disse que os demais membros da missão permanecerão na Argentina até a data marcada para retorno, no final da semana. A missão do FMI chegou a Buenos Aires no final de novembro para avaliar o estado da economia e o comprometimento do governo com as condições para o empréstimo de US$ 22 bilhões do pacote concedido pelo Fundo, que é crucial para a Argentina tentar evitar uma moratória. A missão é para determinar se a diretoria do FMI deve aprovar o desembolso da próxima parcela de US$ 1,3 bilhão, programado para este mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.