Chefe da ONU condena abate de helicóptero da entidade no Sudão do Sul

NAÇÕES UNIDAS - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, condenou fortemente nesta sexta-feira, 21, o abate de um helicóptero "claramente marcado" da entidade pelo Exército do Sudão do Sul, que, segundo ele, matou quatro russos da tripulação.

Reuters

21 de dezembro de 2012 | 18h40

Em um comunicado, Ban pediu ao "governo do Sudão do Sul para realizar imediatamente uma investigação e exigir explicações dos responsáveis por este ato".

Ele exigiu que medidas sejam postas em prática para evitar novos incidentes. O helicóptero foi abatido no Estado de Jonglei.

Mais conteúdo sobre:
ONUSUDAOCONDENA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.