Chefe da polícia de Ciudad Juárez renuncia

O chefe de polícia de Ciudad Juárez, Roberto Orduna, renunciou após receber uma ameaça de grupos criminosos: "Renuncie ou mataremos mais agentes locais." Ele deixou o cargo ontem, horas após um homem armado matar um policial e um guarda penitenciário e deixar marcas em seus corpos dizendo que estava cumprindo a promessa de matar um policial a cada 48 horas até a renúncia de Orduna. As mortes mostram que as gangues estão determinadas a controlar a polícia na maior cidade na fronteira entre México e EUA, com 1,3 milhão de habitantes. Mais de 6 mil pessoas foram assassinadas no México no ano passado na disputa pelo poder entre narcotraficantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.