Chefe de agência dos EUA atacada por hackers pede demissão

Chefe de agência dos EUA atacada por hackers pede demissão

Katherine Archuleta deixa cargo um dia após o governo dizer que uma invasão aos sistemas teria afetado mais de 20 milhões de pessoas

O Estado de S. Paulo

10 de julho de 2015 | 20h48

WASHINGTON - A chefe do Escritório de Gestão de Pessoal dos EUA, Katherine Archuleta, pediu demissão nesta sexta-feira, 10, um dia após o governo ter dito que uma grande invasão de hackers aos sistemas da agência governamental havia comprometido dados pessoais de cerca de 21 milhões de pessoas.

A Casa Branca, enfrentando duras críticas de republicanos no Congresso, disse que Archuleta havia deixado o cargo, e que a agência estava aumentando suas medidas de cibersegurança, por exemplo, ao limitar o número de “usuários privilegiados” com acesso a dados. 

“Eu disse ao presidente que, na minha opinião, seria melhor eu me retirar, permitindo que uma nova liderança assuma”, disse Katherine Archuleta em comunicado. 

A mais recente revelação sobre a invasão aos computadores do Escritório de Gestão de Pessoal (OPM, na sigla em inglês) ocorre após um outro episódio semelhante que afetou dados de 4,2 milhões de atuais e ex-servidores públicos federais. O OPM disse que os casos foram “separados mas relacionados”. 

Devido ao fato de que muitas das mesmas pessoas foram afetadas em ambos os ataques, elas totalizam 22,1 milhões, mostrando que quase 7% da população dos EUA estava suscetível a roubos de dados pessoais em um dos mais graves episódios de cibersegurança já registrados. 

Beth Cobert, que atualmente trabalha no escritório de orçamentos da Casa Branca, assumirá o papel de diretora em exercício do OPM. A renúncia de Katherine terá efeito na noite de sexta-feira, disse a Casa Branca. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Estados Unidoshackersroubodemissão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.